Saiba como ler os rótulos dos alimentos

18
Ago
Saiba como ler os rótulos dos alimentos

Saiba como ler os rótulos dos alimentos

Na hora de fazer as compras, nos deparamos com diversos produtos, de diferentes marcas e preços nas prateleiras do mercado. E sempre ficamos em dúvida: qual comprar? Geralmente a escolha vai para o que já se conhece ou para aquele que é mais barato. Porém, alguma vez você já leu o rótulo dos alimentos antes de se decidir pelo produto? Muito se fala dos alimentos industrializados, que são ricos em sódio, que têm muita gordura, conservantes, mas será que todos são assim? Não existem melhores opções? Como escolher o mais adequado? Os rótulos dos alimentos podem responder essas perguntas.

Para isso é preciso entender as informações contidas no rótulo. Primeiramente temos que entender que toda a informação nutricional é baseada em uma porção, que é a quantidade sugerida que se deve ser consumida. Esta pode ser diferente, cabendo ao nutricionista fazer essa avaliação e prescrição.

O primeiro item nos rótulos é o valor energético, representa quantas calorias se tem na porção de referência do rótulo. Lembrando que este dado está longe de ser o mais importante. Temos produtos com poucas calorias, mas que contribui para o ganho de peso, devido ao excesso de corantes, conservantes e adoçantes, e outros que têm muitas calorias, mas que contribui para o emagrecimento, pois esta caloria pode estar vindo de uma proteína e gordura de boa qualidade. Portanto, as calorias são apenas um detalhe que não deve ser o principal motivo para a escolha do seu alimento. É importante analisar o produto mais a fundo, olhando os outros nutrientes como a quantidade de gorduras, fibras e sódio, além da lista de ingredientes.

O %VD (Valor Diário) indica qual a quantidade de energia (calorias) e de nutrientes que o alimento apresenta em relação a uma dieta média de 2.000 Kcal. Porém, mais importante que isso é saber utilizá-lo. A dica é a seguinte: dê preferência a produtos com baixo %VD para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio e produtos com alto %VD para as fibras alimentares.

Em relação às gorduras, evite os produtos que contenham quantidade alta de saturadas e trans, pois quando consumimos muito esses nutrientes, pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças do coração. As fibras é recomendado a ingestão de cerca de 25 a 30 gramas de fibras por dia. Para um alimento ser considerado como fonte é preciso ter no mínimo 2,5 gramas de fibra por porção. 

E o último ingrediente obrigatório pela ANVISA é o sódio, que está presente no sal de cozinha e alimentos industrializados (salgadinhos de pacote, molhos prontos, embutidos, produtos enlatados com salmoura) devendo ser consumido com moderação uma vez que o seu consumo excessivo pode levar ao aumento da pressão arterial. Deste modo, evite alimentos que possuem alto %VD em sódio.

A lista de ingredientes é um dos pontos de maior importância em um rótulo, pois é nela que sabemos o que realmente estamos consumindo. A ordem dos ingredientes listados é fundamental ser observada. Isso porque a lista de ingredientes do produto deve ser apresentada em ordem decrescente. Ou seja, o primeiro ingrediente listado é aquele que está em maior quantidade no produto e o último, em menor quantidade. Se a lista for extensa e com nomes difíceis e impronunciáveis é um sinal que o produto seja muito artificial e industrializado, sendo prejudicial a saúde. Sopas industrializada, sucos de pacotinho, macarrão instantâneo, peito de peru, mortadela, biscoitos e entre milhares de outros alimentos são alguns exemplos de produtos que apresentam listas grandes.

Além disso, alguns ingredientes, como por exemplo o açúcar, pode aparecer com muitos nomes diferentes na lista, como:  sacarose,  glicose, xarope  de  milho,  xarope  de  frutose,  xarope  de  agave,  maltodextrina, dextrose, açúcar invertido, sorbitol, amido, manitol, dentre outros. Assim, se você quer evitar açúcar, é preciso ficar atento a este grande detalhe.

As gorduras trans também podem ser apresentadas como gordura vegetal  ou gordura vegetal hidrogenada  dentre os ingredientes. Assim, o ideal é que evite produtos que contenha essa informação na lista, pois é o pior tipo de gordura que consumimos, sendo muito relacionada com problemas cardiovasculares.

Vale ressaltar que, muitas vezes,  o  produto  que contém  gordura  trans  (identificada  na  lista  de  ingredientes) pode apresentar na frente da embalagem a informação de 0% de gordura trans. Este contrasenso  se deve à legislação brasileira, pois  permite que se as quantidades de gordura trans forem inferiores a 0,2g por porção, o fabricante pode afirmar que o produto não contém.

E por último, fuja dos aditivos e corantes alimentares. Esses estão associados a  malefícios  como  alergias, diabetes,  obesidade  e  até  mesmo  câncer. Assim evite produtos que contenha:  glutamato monossódico, aspartame, xarope de milho (e outros xaropes), nitritos e nitratos e corante caramelo IV.

Para ter uma alimentação  saudável é importante saber escolher os alimentos de forma correta e ter consciência de não acreditar em tudo que está estampado nas embalagens, é preciso ler o rótulo e não contar calorias e sim os  nutrientes.

Renata Gomide - Consultora Nutricional do Dietpro

Compartilhe este post

(31)3892 7700
vendas@dietpro.com.br
Rua Verano Faria, 53 Centro
Viçosa MG - 36570000
Close